Siderúrgico

Definição e Critério de Escolha

Nossa empresa propõe, para secção transversal, vários valores de GMR, a fim de minimizar perdas e otimizar custos dos cabos, em função do consumo de energia e do valor da reatância.
Utilizamos avançadas técnicas para cálculos de Reatância do circuito flexível e Perdas de energia baseados na geometria do forno e no projeto do cabo.

img_39

Densidade de corrente
A densidade de corrente admissível é 4,5 Amps/mm2, para fornos de arco direto.
Para fornos nos quais a variação de corrente é bem pequena (redução de ligas metálicas, por exemplo), essa densidade de corrente poderá ser de 8 a 9 Amps/mm2.

Raio de curvatura
O Raio de curvatura mínimo de um cabo deve ser de aproximadamente 6 vezes o diâmetro interno da mangueira externa. Um valor inferior a este pode levar a uma rápida deterioração da mangueira externa, ou bloquear a passagem da água de refrigração.

Perdas, Reatância e GMR
Afim de limitar as perdas de potência e tensão dos circuitos secundários, o GMR (Raio Médio Gométrico) de cada fase deve ser máximo na maioria dos casos. Se o número de cabos por fase é dado, existem duas maneiras de molhorar o GMR:

-otimizando o raio dos componetes;
-otimizando a distância entre os cabos da mesma fase, e otimizando a distância entre as fases.

Concentric Lay e Rope

img_41

Características gerais dos Cabos W. Rady

Mangueira externa
Feita de borracha natural, vulcanizada e projetada com resistência à pressão de 150 psi com resistência máxima elétrica de 50 MOhms a 1000Vcc. Suas caracterísicas mecânicas permitem suportar severas condições de operação: tensões de tração e cisalhamento devido aos movimentos do forno, choques mecânicos internos e externos devidos a tensões  eletromagnéticas, calor irradiante do aço líquido e respingos de metal fundido (splash).

Condutor de cobre
Os cabos são projetados com condutores de cobre eletrolítico de alta condutividade elétrica.
Concentric lay O condutor é composto de várias camadas de cordoalhas.
A formação de cada cordoalha é calculada em função dos diâmetro, permitido ao condutor manter seu formato circular quaisquer que sejam os movimentos.
Rope Lay O condutor consiste de uma camada de cordoalhas dispostas helicoidalmente envolvendo o núcleo.

Núcleo
É formado por uma mangueira de borracha sintética ou hélice metálica projetados para manter as cordoalhas na posição correta.
Em cabos de grande porte, o núcleo é ligado ao terminal por meio de uma mola de efeito diferencial.
Mola de efeito diferencial 
Esta estrutura feita de aço inoxidável tem o objetivo de assegurar a conexão mecânica entre os terminais (rígido) e o núcleo (flexível). Quando o cabo é submetido a forças severas (gradual do esforços de curvatura) a mola, de efeito diferencial é ancorada no terminal por solda e no núcleo através de abraçadeiras de aço inox.
Em alguns situações não é possível a utilização da mola de efeito diferencial, é utilizada uma hélice metálica.

Abraçadeiras
Feitas de aços inox não magnetico AISI 304 (para proteção contra correntes  de Foulcault).

Terminais de cobre
Feitos de cobre eletrolítico ETP usinados, laminados ou forjados com alta condutividade elétrica. As dimensões dos terminais são projetadas para garantir uma área de contato que atenda a uma densidade com corrente mínima de 0,7 A/mm2.

Bumpers
São feitos com uma borracha altamente resistente a abrasão e visam proteger os cabos contra impacto e atritos provocados pela movimentação do mesmo, são elementos de sacrifício.

Revestimentos
A pedido, várias outras proteções podem ser acrecentadas tais como: luva de fibra de vidro com alumínio (antiradiação), luva de fibra de vidro e de fibra sintética de Aramida (contra respingos).

img_38

* Sob encomenda podemos fornecer:
Mangueira de alta resistência á abrasão com revestimentos costurados ou vulcanizados.

Terminais rotativos 

img_40

Caracterísitcas Gerais
É um novo produto desenvolvidos pelos engenheiros de nossa empresa no campo das conexões elétricas flexíveis em resposta aos problemas apontados pelos usuáros. Sabemos que, na abertura do forno, os braços dos eletrodos geram em torno do seu eixo vertical e recebem um torção de intensidade proporcional ao movimento dos braços. Tal movimento prejudica a mangueira externa e exige um grande esforço da estrutura do forno.

Caracterísiticas Técnicas
Graças às suas características funcionais e técnicas, o terminal rotativo permite:

-Redução do tempo de parada para manutenção graças á facilidade de montagem.
-Redução dos esforços mecânicos sobre a estrutura.
-Aumento da vida útil da mangueira de borracha (sempre acima da média da mesma)

Podemos atender as necessidades dos fabricantes de fornos (tambémdo tipo de arco) e seus usuários ao otimizar as condições operacionais dos cabos sem modificar as caracterísitcas elétricas e a flexibilidade dos cabos BWR. Os testes realizados em nossa fábrica por meio de adequada instrumentação provaram que a diferença na resistência a torção, conexão flexivel (Jumper) entre os dois sistemas é de 80% .
Desde 1991, quando o terminal rotativo foi lançado, nossos clientes estão utilizando este sistema com sucesso.

Outros modelos sob consulta.

Dispositivo de Montagem Rápida – Quick coupling – Assembling